Nossos Blog

Saúde ocupacional: custo ou investimento?

Share on facebook
Share on whatsapp
saude ocupacional custou ou investimento

Saúde ocupacional é custo ou investimento? Todas as empresas precisam integrar essa área em seus quadros de setores? Quais os benefícios que a área pode trazer ao ambiente laboral? Confira todas as respostas aqui.

O que é saúde ocupacional?

Saúde ocupacional é a área responsável por cuidar do bem estar físico e mental de todo o quadro de colaboradores dentro de uma empresa. Por trás disso, há uma equipe multidisciplinar promovendo práticas que incentivem qualidade de vida dentro e fora do trabalho. 

Para que as ações sejam assertivas, os profissionais da gestão ocupacional mapeiam os fatores de risco no contexto cultural e geográfico da empresa e analisam os resultados de pesquisas de satisfação para medir o clima interno

Como a área da saúde ocupacional atua na prática?

A saúde ocupacional na teoria é bastante simples. Já na prática é um tanto mais complexa. Uma equipe de gestão ocupacional pode?

  • Disponibilizar exames admissionais e periódicos obrigatórios para acompanhar de perto a saúde dos colaboradores;
  • Identificar os fatores de risco que podem gerar acidentes de trabalho e estafa física e mental;
  • Promover campanhas de incentivo a uma vida mais saudável, da alimentação aos checkups de saúde completos que devem ser realizados anualmente;
  • Trabalhar junto ao setor de Recursos Humanos para analisar os dados sobre a equipe;
  • Desenvolver ações que promovam o aumento da produtividade;
  • Entre outros.

Dentro de todas as possibilidades disponíveis, a equipe precisa definir as obrigatórias e as essenciais para ajudar na jornada em busca do crescimento sustentável da empresa através da saúde integral dos colaboradores.

Outras formas de promover saúde ocupacional nas empresas

  • Ergonomia – investir em equipamentos que tornem a jornada de trabalho menos prejudicial ao corpo, como cadeiras de qualidade, mesas na altura certa e outros mobiliários adequados.
  • SIPAT – A Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT) é organizada pela CIPA e tem como objetivo reforçar as medidas protetivas de segurança, como uso de EPIs e promover questões relacionadas à saúde. A SIPAT precisa acontecer, obrigatoriamente, uma vez por ano na empresa. 
  • Ginástica laboral – Ainda que o ambiente de trabalho seja ergonomicamente adequado, é fundamental promover ginástica laboral para evitar problemas nos músculos e articulações causadas por movimentos repetitivos ou pela falta de movimentos durante a jornada de trabalho.
  • Acompanhamento médico e nutricional – Promover o acompanhamento médico e nutricional é a principal frente para uma medida preventiva dentro do ambiente organizacional.

Saúde ocupacional: custo ou investimento?

Algumas empresas enxergam a saúde ocupacional como um gasto extra e totalmente dispensável. Outras organizações, que atuam com visão estratégica de futuro e adotam uma abordagem humana no cotidiano laboral sabem que esse setor é um próspero investimento. 

Cuidar de pessoas é garantir um ambiente de trabalho atrativo, amistoso e produtivo. Promover ações que impactam positivamente na saúde física e mental dos colaboradores reduz drasticamente as faltas, os atestados médicos e a alta rotatividade de admissões e demissões.

Sendo assim, saúde ocupacional focada em prevenção é um investimento tão importante quanto investimentos em expansão, por exemplo. Afinal, uma empresa jamais será capaz de expandir sem pessoas trabalhando nela.

Todas as empresas precisam ter esse setor?

Sim. Ainda que uma empresa enxergue a saúde ocupacional como um gasto, ela precisa implementar esse setor no quadro de gestão, seja ela de pequeno, médio ou grande porte. O motivo da obrigatoriedade? Segundo os dados levantados pela Safety and Health at The Heart of The Future of Work, todos os dias ocorrem cerca de 6,5 mil mortes no mundo provenientes de doenças do trabalho, além de 1 mil por acidentes ocupacionais. 

Veja o que consta nos artigos 121, 129 e 132 do Código Penal Brasileiro sobre a responsabilidade penal do empregador sobre a vida dos seus funcionários.

 Art. 121. Matar alguém: Pena – reclusão, de seis a vinte anos.

Art. 129. Ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem: Pena – detenção, de três meses a um ano.

Art. 132 – Expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente: Pena – detenção, de três meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave. 

Portanto, o empregador que não investe em saúde ocupacional pode responder por conduta dolosa ou culposa, além de responder por crime de homicídio, perigo comum ou lesões corporais. 

Conte com a Dauar Medtra

A Dauar Medtra atua na prestação de serviços em Medicina e Segurança do trabalho desde 1945. Com uma equipe técnica multidisciplinar, estivemos e ainda estamos presentes no dia a dia de inúmeros profissionais ao longo destes 75 anos de história. Somos médicos do trabalho, fonoaudiólogos, bioquímicos, engenheiros e técnicos de segurança do trabalho comprometidos com o bem-estar físico e mental do trabalhador. Quando precisar, já sabe: conte com a Dauar Medtra.

Gostou? Acompanhe-nos nos Instagram, no Facebook e no LinkedIn.

Comunicado - Exames Laboratoriais

Caro cliente, informamos que durante esta semana não serão realizadas coletas de exames laboratoriais por motivos de força maior.

Neste período direcionaremos as coletas para laboratórios de apoio e caso seja possível programe com antecedência os encaminhamentos para exames.

Equipe Dauar Medtra

Open chat