Nossos Blog

NR-12 – Proteção de Máquinas – Por onde começar?

Share on facebook
Share on whatsapp

No Brasil, o setor de proteção de máquinas e equipamentos utilizados, principalmente, em indústrias têm relevância ao garantir o bem-estar e a saúde dos trabalhadores, evitando assim, acidentes. Contudo, investir em segurança está acima de cumprir leis e normas vigentes, pois traz benefícios para as empresas e seus funcionários.

No entanto, é preciso entender a norma que rege esse tipo de trabalho para então, aplicar segurança corretamente na sua empresa evitando acidentes e doenças ocupacionais. Se você tem dúvidas sobre o que a NR-12 fala, continue sua leitura. Afinal, estamos aqui para esclarecer sobre o tema da melhor forma possível. Acompanhe-nos.

O que é a NR -12?

Trata-se de uma das Normas Regulamentadoras mais importantes que existem. Sua finalidade é garantir padrões básicos de segurança no ambiente de trabalho para profissionais que atuam na montagem e operação de máquinas.

Quanto às disposições da NR-12 estão relacionadas a equipamentos novos e usados, inclusive prensas, maquinários de uso agrícola e motosserras. Ou seja, apesar de seu uso ser mais comum em indústrias, também se aplica nos seguintes setores:

  • Confeitaria;
  • Mercearia;
  • Açougue;
  • Fábricas de calçado.

Para que a norma seja aplicada da maneira correta, as empresas devem obter todas as informações sobre o ciclo de vida de cada equipamento. Sendo assim, leva-se em consideração desde o transporte, instalação e uso, até a manutenção realizada. Desse modo, é possível adotar as melhores medidas de proteção garantindo saúde e integridade física aos colaboradores. Saiba o que a NR-12 exige para aplicar na sua empresa.

Quais são as medidas exigidas pela NR-12?

Para se enquadrar nesta Norma, as empresas precisam seguir algumas exigências visando a segurança e bem-estar de todos. Separamos as principais para que possa analisar a situação da sua empresa e aplicá-la. Veja abaixo:

Proteção Coletiva

É um tipo de segurança direcionada a todos os profissionais que lidam diretamente com os equipamentos. O que significa que a empresa deve verificar a implantação de proteções físicas nas áreas de risco, como o uso de correias e polias para enclausurar os sistemas de transmissão.

Outro ponto importante é o circuito de parada de emergência, que pode ser acionado em casos de processos com defeitos. Cabe nesta etapa considerar o sistema de proteção que cada máquina possui. Neste caso, é necessário realizar uma Análise Preliminar dos Riscos (APR). Veremos mais sobre isso ainda neste artigo.

Proteção Individual

Uma das determinações da NR-12 é o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) ao longo de toda a jornada de trabalho. Para isso é preciso que os itens sejam definidos no Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) e no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO). Além disso, a empresa deve se atentar a fatores como armazenamento, validade e higienização garantindo, de fato, a proteção dos trabalhadores.

Capacitação

Sem um profissional habilitado, o trabalho fica comprometido. Ou seja, a operação, manutenção, inspeção e tudo mais que envolve as máquinas e equipamentos depende desse profissional focado e preparado para lidar com os imprevistos e com o próprio trabalho.

Sendo assim, capacite seus funcionários para desempenhar as atividades para o bom funcionamento das medidas de proteção e do sistema de segurança. Aliás, investir em manutenção preventiva pode ser um diferencial na sua empresa e diminui a probabilidade de falhas técnicas.

Agora que está ciente das medidas de exigência dessa Norma, confira como você pode proteger as máquinas e equipamentos.

Como proteger suas máquinas com a NR-12

Na prática, para proteger seus equipamentos e maquinários, é preciso atualizar com frequência uma série de documentos. Depois que a empresa acertar toda documentação, será necessário apresentar no momento das vistorias. Segue a lista para a sua empresa cumprir de acordo com a NR-12.

  • Inventário de máquinas

É uma lista de todas as máquinas existentes na empresa que deve constar as seguintes informações:

  • Identificação dos equipamentos;
  • Descrição (tipo, fabricante, modelo e características);
  • Produtividade, tempo de utilização por dia e capacidade operacional;
  • Trabalhadores envolvidos;
  • Diagnóstico do sistema de segurança;
  • Previsão para a adequação à NR-12;
  • Responsáveis pelas inspeções internas;
  • Localização em planta baixa.

O inventário é essencial uma vez que permite uma visão geral de todos os equipamentos e facilita na hora de categorizar priorizando ações para redução de riscos.

  • Planta baixa

É um desenho que mostra a posição de cada equipamento. Assim, é possível localizar a máquina mesmo que não esteja habituada ao local. Neste caso, auxilia tanto nas fiscalizações quanto nos trabalhos da CIPA e do SESMT. É importante também adicionar alguns dados na planta baixa, como por exemplo: Fluxo de processos,Materiais diversos, Produtividade e Posição dos operadores.

  • Análise Preliminar de Risco (APR)

Trata-se de um dos documentos mais importantes para atender às exigências desta Norma. A APR mapeia os possíveis riscos de cada máquina depois de buscar formas de reduzi-los. Em seguida, é necessário realizar o diagnóstico, no qual é feito um checklist, contendo as exigências da NR-12, as evidências de cumprimento e, por fim, a conclusão.

Sendo assim, a APR aponta os riscos e ações para minimizá-los e o diagnóstico indica se os critérios da NR-12 estão em ordem. É possível realizar essas duas etapas com um checklist online, pois é uma maneira de unificar todas as informações sem deixar passar nenhum detalhe. Além disso, esse tipo de checklist gera relatórios, gráficos e indicadores para um melhor controle.

  • Plano de ação

É uma ferramenta que ajuda na adequação à Norma Regulamentadora, apesar de não ser um item exigido por ela. Uma dica que pode ser utilizada é a metodologia 5W2H para garantir o cumprimento das ações. Sobre essa metodologia, você precisa fazer algumas perguntas visando todo o processo:

  • O que deve ser feito para cumprir as regras da NR-12?
  • Por que isso deve ser feito?
  • Onde serão feitas as adequações?
  • Quem realizará os procedimentos?
  • Quando será realizado?
  • Como fazer?
  • Quanto custa?
  • Manual de operação e manutenção

É um documento onde consta as características das máquinas, a melhor forma de uso e  especificações do fabricante. Serve como um guia para os usuários e cada máquina pode ter o seu manual. Assim, a empresa consegue ampliar a vida útil dos aparelhos e garantir um uso seguro.

Vale ressaltar que o cumprimento da lei é a “ponta do iceberg”, pois a ideia central de seguir as regras da NR-12 é preservar a vida e a saúde dos profissionais no uso de maquinários e equipamentos.

Conte com profissionais especializados para aplicar as regras da NR-12 na sua empresa e dê aos seus profissionais a saúde e segurança que eles merecem. Fale com um dos especialistas da Dauar MedTra e fique por dentro de tudo o que ocorre no mundo corporativo.

QUERO PROTEÇÃO PARA MEUS EQUIPAMENTO E FUNCIONÁRIOS